Aciubatuba

Pesquisar:

SlideShow ContainerSlideShow ContainerSlideShow Container

Aciu alerta para golpe com e-mails falsos em nome da Receita Federal

 Com o fim do prazo para entrega, a Declaração de Imposto de Renda Pessoa Física (DIRPF) ganha destaque como motivo para golpes na internet

É preciso o máximo cuidado com e-mails recebidos que citam "pendências em declarações" e outros problemas que existiriam com o CPF do destinatário.


Não abram, nem respondam mensagens que chegam em suas caixas postais eletrônicas em nome da Receita Federal. A Receita não envia e-mails sem autorização do contribuinte e nem autoriza parceiros e conveniados a fazê-lo em seu nome.


As mensagens falsas, enviadas em nome de órgãos públicos e de empresas privadas, continuam a circular na Internet. Quadrilhas especializadas em crimes pela internet tentam obter ilegalmente informações fiscais, cadastrais e principalmente financeiras dos contribuintes.


As mensagens estão cada dia mais criativas e geralmente invocam “urgência”, iludindo o cidadão com a apresentação de telas que misturam instruções verdadeiras e FALSAS, muitas vezes usando nomes e timbres oficiais. Os textos preferidos incluem frases do tipo:

·        "seu CPF está cancelado ou pendente de regularização"

·    "sua declaração de Imposto de Renda possui erros e deve ser enviada uma declaração retificadora"

·   “comunicamos erros na Restituição do Imposto de Renda e valores residuais a serem recebidos”

Com os "alertas", o e-mail estimula o contribuinte a responder questionamentos ou instalam programas nos computadores utilizados, que assim, acabam por repassar, a estes fraudadores, dados pessoais e fiscais.

Como proceder com as mensagens falsas da Receita Federal:

1.      Não abrir arquivos anexados, pois normalmente são programas executáveis que podem causar danos ao computador ou capturar informações confidenciais do usuário;

2.      Não acionar os links para endereços da Internet, mesmo que lá esteja escrito o nome da RFB, ou mensagens como "clique aqui", pois não se referem à Receita Federal;  

3.      Excluir imediatamente a mensagem.

Para esclarecimento de dúvidas ou informações adicionais, os contribuintes devem procurar as unidades da Receita ou, acessar a página na internet (www.receita.fazenda.gov.br).